Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Selena Gomez e Justin Bieber...sim, eles andam entronhados um com o outro!!!

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

O que começou com simples passeios, que já não tinham muito de simples...

 

Evoluiu para ISTO:


 

REACÇÕES À NOTÍCIA

Cá está.

E o estranho é que, cronologicamente, foram estas as conquistas da menina:

Ou seja...porque é que ela deixou de gostar de HOMENS para passar a ser adepta da pedofilia?

Não entendo.

 

Quer dizer...Selena, querida...eu, bem lá no fundo, até te percebo...eu também já passei por uma coisa assim estranha...também, também...mas eu tinha A PORRA DE UM MOTIVO. E esforçava-me por não tornar a coisa muito pública...agora...ISTO????

 

Isto faz-me lembrar...hmmm...Eu e o meu irmão mais novo. Sim, é isso.

OPÁ, ela SENTADA consegue ser mais alta do que ele EM PÉ, não percebo!!

Quando eu fui dar a mesma voltinha à Senhora da Asneira, pelo menos o tipo NÃO PARECIA MEU FILHO!!!

-_-

 

Oh, Selena, a sério...ganha-me a PORCARIA DE UM JUÍZO NESSA CABEÇA.

E, Justin...não quero agoirar mas...she's only gonna break, break your, break, break your heart.

 

E esta história vai ser qualquer coisa assim...

 

Tra la la la la, lá vão eles a passear pelas ruas mais escondidas que conhecem.

Selena: Ai, Justin, és tão querido para mim!

Justin: Tudo para te agradar, minha princesa

(ler com voz de menina irritante...para os dois)

E param no meio da rua porque se lembram que afinal apetece-lhes ir abraçados durante o resto do caminho.

Justin: Ai nunca tive uma gaja gira na minha vida, a última estrôncia até dava vergonha de sair à rua. Era tipo chinelo de quarto, aqueles rançosos que um gajo em casa até usa porque são confortáveis, mas mal chega alguém tira logo, 'tás a ver?

Selena (dando gargalhadas estúpidas, ilógicas e estridentes): Ahahahahah, oh Justin, és tão engraçado!

Justin: Ah achas isso? Então posso abraçar-te ou uma cena assim?

Selena: Sim, mas discretamente.

Justin (cantando): Discretamenteeee...à espera de um gesto...de um olhaaaar...

Selena: Não, Justin, isso é SECRETAMENTE.

Justin: Ah, então também serve para o caso. Dá cá um abraço, vá.

Mas Selena está com um mau pressentimento e, sem razão aparente, o seu sexto sentido apura-se.

Selena: Justin, acho que o Nick está ali.

Justin: Nick? Qual Nick?

Selena: O Nick Jonas, atrasado!

Justin: Olha tu não te vais pôr aqui a falar do teu ex-namorado, pois não?!

Selena: Cala a boca, sabes bem que só ando contigo para passar o tempo até ele decidir voltar para mim.

Justin: Hã?

Selena: Nada, nada. A sério, é melhor nós irmos embora.

"Mas, meu amor, nós estamos tão apaixonados! Por favor, fica aqui ao pé de mim, vamos colher flores e adoptar libelinhas!"

"Opa, a sério, eu tenho que ter uma p*ta d'uma paciência..."

Só que a intuição feminina de Selena estava certa:

Nick estava a passar de carro nesse exacto momento e deparou-se com os dois!

Nick: Seus pecadores! Não são tementes a Deus! Estou tão magoado e desiludido, Selena! Apesar da minha estúpida fatiota, ser trocado por coisa pior que eu é ruim, porque eu amo você! E tu, Bieber, seu cafageste, i'm gonna kick your ass, ou seja, vou dar cabo de ti!

Justin: WTF...?

Selena: Ai, Santa C*na do Assobio, tenho que fazer alguma coisa!

Selena: Corre, seu filho da mãe, saltita aí pelos ares, qual borboleta, como só tu sabes, mas DÁ-ME CORDA AOS SAPATOS E MEXE-ME ESSE CU ANTES QUE ELE NOS APANHE!

Justin: Raios, estão a cair-me as calças!

Selena: "Raios"?!? Mas tu nem num momento destes dizes a p*ta d'uma asneira?! Também me saíste cá uma florzinha, que vou-te contar...

Nick: Meu, ajuda-me a procurá-los. Não descanso enquanto ela não voltar para mim e o deixar.

Joe: Eu acho que eles foram por ali.

Nick passa para o lado oposto.

Selena: Achas que ele nos topou?

Justin: Não me parece. Mas se tu me amas, porque não assumiste perante ele?

"SIT DOWN! Cala a porra da boca, fica quieto e NÃO PIA!"

Justin: Vá, pronto, então dá cá um beijinho para fazermos as pazes.

Selena: 'Tá bem. Pequenino, não abuses.

"Aaaahhh Selena, socorro, agarra-me, sou tão magro que estou a ser levado pelo ventoooo!"

"Oh meu Deu, mas ONDE é que eu tinha a cabeça?!?"

"Yeah, baby, tu sabes que foste feita para mim!".

"Sim, sim, não tenhas dúvidas...'tadito."

 

Uns dias mais tarde...

 

"Selena, olha para mim: sou giro. Muito mais giro que ele. Olha só para este sorriso!"

"OI?? OOOOOI????"

"Meu, eu tenho músculos e pêlos nos sovacos, e isso é algo que tu nunca lhe vais conseguir dar!"

"Selena...aceitas-me de volta ou ficas com ele? É agora ou nunca!"

"Naaaaah, não te rales com isso, eu aceito, fico contigo.

"Hey, hey, hey, CALMA AÍ, isto ainda não acabou!"

(Entrada em grande)

"Oh meu Deus, a sério, alguém que me ponha um cobertor por cima e me esconda".

"Ó Selenaaaa...onde estás tuuuu...? ESTÁS AQUI!"



 

"Tu foste tão bonzinho para mim, ofereceste-me o teu abraço ossudo e sem qualquer vestígio de músculo, deixaste-me nadar na tua piscina, deste-me beijinhos e puseste-me a mão no rabo quando fomos para dentro...e eu...oh, Justin, eu nunca te quis magoar, mas eu não posso ficar contigo porque...como é que eu hei-de dizer isto?...Tipo...não dáááá! E, do género, temos que acabar porque, sabes...eu traí-te com uma pessoa que não tem cabelo comprido."

 

"Mas eu perdoo-te. A sério. Perdoo. Não faz mal. Só não me deixes, que eu gosto tanto de ti...apesar de quase me partires os ossos quando pousas a cabeça no meu peito...mas, Selena, TU ÉS A MINHA VIDA, SEM TI EU CORTO OS PULSOS!"

"Hey, atrasado! Qual foi a parte que não percebeste, meu? 'Tás a ver os meus dedos? 'Checka aí...vês bem? Pronto, isto é o que tu tens na testa graças a mim."

"Tu queres, man? Anda cá, vá, anda cá se és homem!"

"Phaha, só podes estar a gozar."

"Um rap p'ra ti: tu não prestas, yo, tu não prestas, yo, eu fico com ela, yo, ela gosta mais de mim, toma lá!"

"Aaaaahhahaha, ficaste sem resposta, não foi?"

Nick: Mandei fazer isto especialmente para ti.

"Aaaahhh gostei dessa, Nick ao poder, yeah yeah!"


"Só não entendo o que tem ele que eu não tenho!"

"Qualquer coisa assim insignificante, tipo o meu coração!!!"

"OI? OOOOOIIII??? Não devo ter ouvido bem, de certeza!"

Selena: Epá, ó Justin, mete-te no car*lho, meu, não tenho idade para te aturar.

Justin: Eu só não entendo porque é que estás com ele e não comigo, porra! Eu sacrifiquei-me por ti, eu fiz tudo para te agradar, e a tua paga é esta!

"Tipo...YA!"

"Tipo, vou dar um tiro na cabeça se não ficares comigo!"

"Então DÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!!!!!!!!"

"Ouve lá, pá, mas tu dás o bazas ou tenho que me chatear?!"

"Não, eu agora vou ficar aqui a provocar a Selena até ela voltar para mim."


"Eu e o Justin Bieber?! HAHAHAHAHAHA, desculpa, não gosto de gajas."

"GAJAS?! Porquê?! Achas que eu tenho um look feminino, é?! Não vejo onde!!"

"Ahahahah tchau meu, vê se te cuidas e te vês ao espelho sem o vapor da água quente a embaciá-lo!!"

Justin: Eu sei que me amas.

Selena: Não, não amo.

Justin: Eu sei que te interessas.

Selena: F*DA-SE, NÃO INTERESSO NADA!

"Vê se percebes uma coisa...quem é o gostosão daqui sou eu, sou eu, sou eeeeu..."

Foi então que Justino Biberão percebeu que, de gostosão, tinha pouco ou nada e jamais poderia competir com Nick Jonas.

E sabendo que Selena e Nick voltaram a namorar...

Justin decidiu...

...voltar para a sua linda ex-namorada.

(Que, a bem dizer, tem mais a ver com ele).

 

FIM

 

*Mas onde é que eu já vi este filme?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

HÃ?!?!?

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

Os tempos estão a mudar demasiado depressa para o que consigo acompanhar, calmex aí.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Isto da crise já afecta toda a gente...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

Pobre Baulbasaur.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

OMG...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

A sério, há coisas que eu nunca vou conseguir entender...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bem dizem que o amor é cego...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

A moça diz o seguinte no seu Facebook:

Eu tenho o melhor namorado do mundo (vejam a minha foto).

ELE É PARECIDO COM O JUSTIN BIEBER.

 

Eu fiquei assim, mais ou menos:

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Ok, alguém me explica O QUE RAIO TOMOU ELA?!?

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

Megan Fox, antes e depois.

Pormenor importante: antes era a Frida Khalo.

Não era não, mas com este aspecto bem que podia ser. 'Tadita. Até já me sinto melhor, tive uma infância feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu não quero estar a agoirar, mas acho que isso não te vai correr lá muito bem...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

É que eles "brincam" contigo, mas na verdade não estão mesmo vivos, sabes?

Pergunto-me por que raio de motivo a Chupa Chups achou que isto ficava bem como anúncio publicitário, mas enfim...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tenho que ser sempre diferente das outras, chiça...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

Uma amiga minha enviou-me isto por mail e eu, apesar de ter soltado umas risadinhas, não pude deixar de...discordar. Isso mesmo. Discordar.

Passo a citar o dito cujo:

 

“Foi provado, após acompanhamento de vários casos, que todas as mulheres precisam de dois homens: um em casa e outro fora de casa…é fácil entender porquê:

1. O marido cuida da parte financeira, paga as contas dos filhos, da esposa e da casa. O outro cuida de ti.

2. O marido fala dos problemas, das contas a pagar, das dificuldades do dia. O outro fala das saudades que teve de ti durante a sua ausência.

3. O marido só compra uma roupa nova para ir a casamentos. O outro tira essa mesma roupa só para ti.

4. O marido dorme com aquela camisola velha e de cuecas (normalmente até de meias). O outro dorme completamente nu, abraçadinho a ti.

5. O marido reclama das coisas que tem que consertar em casa. O outro recebe-te no seu apartamento, onde tudo funciona perfeitamente.

6. O marido telefona para casa para perguntar o que tem que comprar no supermercado, padaria, etc. O outro telefona só para dizer que comprou um champagne que tu vais adorar.

7. O marido reclama do chefe, do trabalho e do cansaço de acordar cedo. O outro reclama a tua ausência e os dias que fica sem te ver.

8. O marido vai beber cerveja com os amigos numa sexta-feira à noite! O outro estará contigo enquanto o corno enche o bucho de álcool com um monte de machos ao lado, achando que é ele quem manda porque ele saiu e tu ficaste em casa.

 

Bem, agora por certo vais perguntar:
- Por que não trocar o marido pelo amante?
E eu respondo-te: pelo simples facto de que o amante, se for viver contigo, passará para o papel de marido e passado pouco tempo vais de certeza precisar de arranjar outro.

 

E agora vem a teoria da Quadrada, para não fugir muito ao que é costume:

 

Primeiro, expliquem-me qual é a piada de falar do marido/namorado/whatever enquanto traído/corno/chifrudo ou lá o que lhe queiram chamar. Não entendo, não concordo, não acho graça nenhuma. Eu jamais conseguiria sentir-me bem se falasse do meu namorado dessa forma ou se qualquer outra pessoa se referisse a ele assim (mesmo que essa pessoa fosse ele mesmo!). Acho horrível, horrível, horrível. Trair a pessoa que está ao nosso lado é uma das principais coisas a evitar. Das principais mesmo! A história do "aconteceu" não pega com ninguém, a treta do "estava carente" não é desculpa para nada, a lenga-lenga do "mas estive sempre a pensar em ti" é puro atraso mental! Se traíram, não inventem justificações parvas, não entrem com rodeios e falinhas mansas, digam a verdadeira razão de o terem feito! Pode ter sido por mil e uma coisas, e cada caso é um caso, mas digam-no, que sem isso é que não terão perdão DE CERTEZA!

Segundo, a mim parece-me muito sinceramente (e isto, pilinhas, é para vocês verem que eu não sou feminista!) que este texto foi escrito por alguma frustradita qualquer. E digo-vos já porquê: tem os traços todos de alguém que, como diriam os Gato Fedorento: fala, fala, fala, mas não a vejo a fazer nada. Pura garganta. Provavelmente tem um marido que a trata mal, a ignora, que já não a ama ou que passa a vida fora de casa com os amigos. Então veio com esta conversa de chacha mas a verdade (e nisto aposto o que quiserem) é que não fez chêta do que está ali escrito. Nada, nickles, rien du rien, niente, zero, bola, NA-DI-NHA. A verdade é que quem as faz cala-se bem caladinho (ou caladinha, consoante os casos) porque a última coisa que quer é que o marido descubra. Ninguém é esta badass, esta bué da má descrita no texto. Ninguém, ninguém, ninguém. Porque a verdade é que, no fundo, mesmo quando uma relação já tem anos e anos, mesmo quando está desgastada, mesmo quando se torna chata...o certo é que, se continuamos nela, temos que gostar nem que seja só um bocadinho de quem está ao nosso lado. E, gostando, jamais faríamos chacota caso arranjássemos efectivamente outra pessoa. Jamais. Não digo que nenhuma de nós arranjasse, nem posso dizer. Mas tenho a certeza que, gozar com isso, nenhuma de nós gozaria (a não ser que fosse realmente uma grandessíssima P*TA, mas isso já são outras conversas).

No ponto 1, fala-se do companheiro como se só servisse para pagar as contas. Mais nada. Só serve para ganhar dinheiro, sustentar a mulher, ir levar os filhos à escola, pôr comida na mesa. E o outro trata do resto da "comida". Isso, para já, é estúpido e tem o extremo do antiquado e o extremo do moderno. Primeiro, já ninguém (ou quase ninguém) acha que o marido serve para trazer dinheiro para casa e a mulher para ser a fada do lar. Segundo, se a mentalidade fosse realmente essa, então NUNCA NA VIDA o homem iria ser o tótó que o ponto 1 faz crer que é, escalfando-se a trabalhar sem saber do paradeiro da esposa, enquanto ela saltitava alegremente de poleiro em poleiro. Isso tem tanto de utópico como de estúpido. Além de que o companheiro pode tratar de pagar as contas todas e de cuidar da mulher na mesma, não são precisos dois para nada.

No ponto 2, o companheiro é referido como "o chato" e o outro como "o atencioso". BALELAS, TRETAS, PARVOÍCES. Primeiro que tudo, a meu ver, nós reclamamos trinta vezes mais que eles. Esse é logo o ponto inicial da coisa. Segundo, o meu namorado passa a vida a chamar nomes ao patrão, a queixar-se do horário, a lamuriar as carradas de trabalhos que tem para fazer, a implorar por férias, bla bla bla Whiskas Saquetas e eu, quando me canso de o ouvir, mudo de assunto, não vou arranjar outro. Mas enfim, deve ser mais giro e dar mais estilo, ou o caraças...Além de que nós, enquanto namoradas/mulheres/whatever deles, devíamos estar aqui para os ouvir e ajudar nas dificuldades, não?? E, tendo em conta as tagarelas e as eternas insatisfeitas que somos, se as coisas realmente funcionassem assim, andávamos todas a ser trocadas de três em três dias. Já sem mencionar a altura da tensão pré-menstrual, em que ninguém nos consegue aturar.

Quanto ao ponto 3...quando o marido compra a roupa nova, depois também não a tira? Dorme com ela, é? Vive o resto da vida com essa roupa?

Analogia estúpida, a meu ver.

 

Quanto ao ponto 4, o meu namorado dorme da maneira que lhe der mais jeito: com as calças de um pijama e a camisola de outro, com uns calções e umas meias brancas puxadas até bastante acima do tornozelo, depois acorda todo despenteado e com a barba por fazer, às vezes tem umas olheiras que chegam ao chão, já para não falar no hálito e na parte de ressonar mesmo ao meu ouvido...mas eu adoro-o e, para mim, está sempre lindo. E acho sinceramente que qualquer outro que durma com pijamas de seda, pareça um anjinho a dormir e acorde com o mesmo aspecto de um modelo de roupa interior da Calvin Klein acabadinho de untar com óleo não será tão fantasticamente maravilhoso como ele em tais circunstâncias. Se é isso que leva alguém a arranjar um amante, então...


eeehhh, não contem comigo.

Relativamente ao ponto 5, tal como a nossa casa tem canos rotos de vez em quando, armários partidos do nada, paredes a rachar e vidros quebrados, também as outras não são excepção. Ela não começou a ter problemas e coisas para consertar só porque arranjámos um homem! Portanto, vá, imaginando que uma tipa arranja um amante porque ah e tal, a minha casa parece um ferro-velho arraçado de oficina e o meu vizinho "gostosão" até remodelou o T1 há pouco tempo, está realmente com azar. Ai acham que não? Então e quando a máquina de lavar roupa do T1 do gostosão avariar, como é que é? Arranjamos outro? 'Bora aí correr a vizinhança, então, não??

Já o ponto 6 é capaz de ser uma das argumentações mais estapafúrdias e ilógicas usadas neste (igualmente estapafúrdio e ilógico) texto. O marido telefona para casa para perguntar o que tem que comprar no supermercado, na padaria, etc. Então mas isto é um problema DESDE QUANDO?!? Para já, se quando eu casar com o Babe ele for tão atencioso ao ponto de se voluntariar para fazer as compras do supermercado, então isso para mim não vai ser um problema mas sim UM ALÍVIO, que é menos uma merdice qualquer que tenho que fazer (não é que eu me veja a fazer muita coisa, também, mas pronto...). Para além disso, se o coitado do homem não telefonar a perguntar o que é preciso, como é que vai saber o que tem que comprar?! É que depois, se traz sete pacotes de sumo quando já haviam dezoito de reserva na despensa e dez pães a contar com o jantar quando já tínhamos ido à padaria comprar sete, tem que nos ouvir reclamar porque béu béu béu béu béu, tu és um imprestável que não sabe fazer compras, nem para isso serves, seu inútil, monte de esterco! Além de que, se o homem não for às compras, protestamos porque ão ão ão, ão ão ão, nunca me ajudas com nada, tenho que ser eu a fazer tudo, vê lá se te custava muito ir ao supermercado! É ou não é?! Então, se é, PARA QUE FOI ESTA PORRA DESTE PONTO 6?!?

Ponto 7...se acham que ouvi-lo reclamar do trabalho é chato, então acreditem quando vos digo que mais chato ainda é ter uma lapa atrás de nós a choramingar pelos cantos porque não nos vê há um dia. Nós fartamo-nos de nos queixar porque eles não nos ligam, não dizem que têm saudades, não isto e não aquilo, mas só quem experimenta ter uma espécie de pastilha elástica como namorado é que sabe o que é REALMENTE CHATO! Para mim, ouvir o meu namorado dizer que são todos uma cambada de pulhas, só nos exploram, o que não vale ser patrão e que este professor deve pensar que eu só tenho a cadeira dele, daqui a nada mando-o dar uma curva q'é um mimo é praticamente o pão nosso de cada semana (de cada dia também era exagero) e não me chateia nickles. Pelo contrário, até fico contente por saber que ele sabe que pode contar comigo nos momentos bons e nos menos bons. E a verdade é que também me sabe muito bem quando fico a reclamar da vida de papo para o ar, a "cagar" o stress todo pela boca, enquanto ele me ouve pacientemente (e quando concorda comigo, então, ainda é melhor!). Portanto vamos exigir só o que também damos, sim? E dar aquilo que exigimos, 'tá bem? Pronto, então.

Ponto 8...se ele vai beber cerveja numa sexta-à noite, porque é que não vamos também? E depois, no sábado, porque é que não vamos beber uma vodka de morango com Red Bull? E se o problema é falta de atenção, porque é que não conversamos?

E SE UM JÁ DÁ TRABALHO, PARA QUE É QUE QUEREM DOIS?!?!?!?!?

Tenho dito. Na cabeça do meu namorado, só ponho os lábios para dar beijinhos. E posso pôr-lhe um boné ou outro, assim de vez em quando, quando estiver muito sol.

De resto...naaah, não me parece. Nem me apetece, tão pouco.

 

Gostava de saber quem foi a débil mental que inventou esta preciosidade da literatura que agora todas encaminham por e-mail umas às outras como se fosse uma grande coisa. É que gostava mesmo, ia-me saber bem interná-la ou assim...também podia esbofeteá-la, só. Se calhar até tinha um bocado mais de piada.

É que a sério, isto é deprimente...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Babezinhoooo...isto é para tiiii...

por Quadrada, Terça-feira, 04.01.11

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)