Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Desafio repartido por dias

por Quadrada, Quinta-feira, 24.03.11

Dia 1- A foto de alguém que teve um grande impacto na tua vida
Dia 2- Uma foto que mostre o teu verdadeiro eu
Dia 3- A foto de um sítio onde já foste
Dia 4- Uma foto de ti e dos teus amigos
Dia 5- A foto de alguém com quem passaste imensas coisas
Dia 6- Uma foto recente de ti juntamente com 15 factos sobre a tua pessoa
Dia 7- Um hábito que adoravas não ter
Dia 8- Uma foto que te faça rir
Dia 9- Uma foto tua e da pessoa com quem te relacionaste amorosamente durante mais tempo
Dia 10- A foto de alguém com quem te imaginas a casar
Dia 11- Aquela celebridade por quem tens um fraquinho
Dia 12- A foto de algo que adores
Dia 13- A foto de algo que odeies
Dia 14- A foto de algo sem o qual não conseguirias viver
Dia 15- A foto de algo que queres fazer antes de morrer
Dia 16- Alguém com quem gostasses de trocar de vida por um dia e porquê
Dia 17- A tua canção favorita
Dia 18- A foto do teu maior medo
Dia 19- A foto de alguém de quem tenhas saudades
Dia 20- A foto de um sítio que adoravas visitar
Dia 21- A foto de algo que te faça feliz
Dia 22- Uma foto que te confunda
Dia 23- Uma foto de ti e de um membro da tua família
Dia 24- Uma foto de ti neste preciso momento
Dia 25- A foto de algo que signifique imenso para ti
Dia 26- Uma foto de ti no ano passado e este ano, e como mudaste desde aí
Dia 27- Uma foto que consegue sempre fazer-te sorrir
Dia 28- Quem és tu?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Para não dizerem que nunca faço nada por vocês,

por Quadrada, Quinta-feira, 24.03.11

deixo-vos com um resumo de TODOS os livros da Margarida Rebelo Pinto (esse atentado à literatura essa grande escritora - cof, cof, perdão, engasgei-me com o caroço da maçã) que, basicamente, são sempre a mesma coisa:

 

Então, salvo raras excepções que com certeza existirão, a história é sempre sobre uma mulher na casa dos 30, solteira, loira, alta, esguia e, segundo o que a Guida escreve, toda boa. Eu por acaso acho que essa personagem é baseada na ideia equivocada e distorcida que a Margarida tem de si própria, mas pronto...

Essa personagem encontra sempre um rapazito mais novo, normalmente com 25 anos, e apaixonam-se perdidamente. Começam a namorar e ela escreve coisas muito sentimentais sobre ele, fazem o amor a torto e a direito, ele vai dormir lá a casa uma data de vezes e é sempre louco por ela, porque ela é toda boa, como anteriormente descrito, e nunca se viu mulher tão linda ao cimo da terra (cof, cof - ai o raio do caroço, sempre a engasgar-me!).

A relação deles correria às mil maravilhas, se não fossem as amigas dela (entre os 35 e os 45 anos), que não aceitam esse romance e geralmente a aconselham a comprar vibradores. Ah, e depois há sempre uma amiga que é uma profissional do sexo voluntária, porque anda sempre a sair à noite para, falando bem e depressa, ir aos gajos, mas depois não lhes leva dinheiro. Por isso é que é voluntária. Essa é sempre a xica-esperta da história, que acha que é m'ta má, que os come a todos e os deixa a chorar no dia seguinte porque não lhes telefonou (como se houvesse algum homem que chorasse porque a tipa que conheceram na noite e com quem dormiram teve a gentileza de não lhes chatear mais a pinhoca). É a maior, esta amiga.

A história passa-se sempre em Lisboa e há sempre um encontro qualquer no bairro alto, geralmente quando o tipo de 25 anos (que era bom como o milho e tinha as boazudas todas atrás dele mas só tinha olhos para a trintona) decide pôr-lhe a corneta na testa. Então ela, no auge da sua depressão, começa a sair com um gajo qualquer que usa gravata e que no início da história não suportava, e vão sempre para o bairro alto. E acabam a fazer o amor, também.

É nessa altura, em que é encornada e percebe que já não tem 20 anos, que entra em depressão e se torna numa daquelas mulheres que eu digo sempre para as minhas meninas (que é como quem diz "as minhas leitoras") evitarem ser: uma gaja que depende de um homem para ser feliz e que prefere andar a chafurdar na lama e tê-lo com ela, mesmo que ande com outras de vez em quando, a não o ter de todo.

Esqueci-me de referir que há sempre um ex-marido que, ou está nos finais dos 30 ou nos inícios dos 40 e, basicamente, é um cabrãozinho que a magoou muito. Nalguns livros, para além de ser um cabrãozinho e de a ter magoado, também lhe faz um(a) filho(a) e troca-a por outra.

É importante destacar as palavras mais utilizadas nos livros da Guida: "m*rda", "car*lho" e "p*ta", só que sem asteriscos. Digamos que aparecem numa média de sete vezes por página.

 

No final, ela acaba sempre solteira, deprimida e frustrada.


FIM.

 

 

Pronto, agora escusam de se dar ao trabalho de ler os livros ou sequer de gastar dinheiro nisso.

Quem é amiguinha, quem é?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas como...

por Quadrada, Quinta-feira, 24.03.11

...é que no século XXI ainda há pais que obrigam os filhos a ir para um curso que não lhes agrada?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Eu sempre disse que se a Shakira cantasse em Português era uma Ruth Marlene...

por Quadrada, Quinta-feira, 24.03.11

 

 

 

...e pelos vistos não era só em termos musicais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas de músicos...ou de gente que gosta de ser/parecer super sensual?

por Quadrada, Quinta-feira, 24.03.11

Há uns tempos perguntei aqui porque é que a Shakira nunca aparecia vestida nos videoclips.

Agora (para não dizerem que eu só sou assim porque é uma gaja) pergunto porque é que o Enrique Iglesias faz biquinho com os lábios e um ar sofrido, enquanto a camisa desabotoada esvoaça num local fechado, sem hipótese de entrada de vento.


São coisas que me intrigam um bocado.

 

 

 

ai, esperem, enganei-me.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)