Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Se alguém pretendia passar o dia de hoje a queixar-se que o meu blog andava parado,

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

é melhor mudar de ideias. Hoje comem com esta avalanche de posts sem qualquer utilidade para a vossa vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas da minha vida que eu gosto de partilhar #4

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

Lembram-se destas duas criaturas pertencentes à Mitologia Quadrática? Pois bem, serviram para alguma coisa: ele foi a inspiração para o nome do amor da vida da minha personagem no RPG (que a Sofia Redbird tão bem representa), e ela serviu como base para criar a minha personagem mais maléfica e psicopata, cujo nome até é o mesmo, e que vai ser a responsável pelo enterro ainda em vida da minha personagem principal (Joanna Leand), coisa que eu desconfio que a sua real musa inspiradora deseja secretamente (ou publicamente) poder fazer comigo.

Por isso, se eu desaparecer misteriosamente, já sabem de quem é a culpa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nem as minhas boas acções conseguem ser genuinamente boas...sou uma nódoa.

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

A minha madrinha fez anos há dois dias e eu escrevi-lhe uma canção sobre a história dela com o homem dos seus sonhos...que por acaso se casou com outra. Então achei por bem não lha mostrar, que o nosso aniversário é suposto ser um acontecimento feliz.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O nome da tournée da Miley Cyrus é Gypsy Heart,

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

que significa Coração Cigano.

Se fosse eu a dar este nome a uma tour, diziam que eu era bimba e que era a sucessora da Romana.

Como é a Miley Cyrus, já acham que fica bem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas da minha vida que eu gosto de partilhar #2

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

Nunca tive grandes problemas com as ex-namoradas dos meus namorados. O Babe, felizmente, não tem ex. Ou melhor, tem, mas sou eu, portanto não me chateia muito. Mas houve outro que tinha ex e que, ainda por cima, era uma daquelas neuróticas que lhe exigia explicações de tudo como se ainda namorassem e que controlava cada passinho dele ao milímetro. Nós chamavamos-lhe carinhosamente de Psycho, porque a miúda era mesmo neurótica.

Uma vez, adormeci em casa dele (já não me lembro o que é que ele estava a fazer mas, fosse o que fosse, deu-me sono) e acordei sobressaltada depois de sonhar com ela sentada numa cadeira de baloiço, com uma faca na mão, agitando-se precisamente ao som daquela música estridente do filme Psycho. God, ela arrepiava mesmo, especialmente quando lhe dedicava estados no MSN com frases tão românticas como: FILHO DA P#%!, CABRÃO DE M#$!@&, EU MATO-TE CAR#$%&@, EU VOU-ME VINGAR!!!!!!!. Era tão amorosa.

Ele, por sua vez, mostrava-se um rapaz bastante inteligente, mantendo-se a milhas de tal personagem e revelando o seu íntimo desejo de a mandar numa viagem só de ida para o Planeta dos Macacos. Dizia (também muito simpaticamente) que ela me corrompia o cérebro e que, se pudesse, arrancava-lhe o estômago pelas narinas, de tão farto que andava das m*rdas dela. Eu cá não me chateava muito e não me cansava a arranjar maneira de a manter longe do então detentor da minha atenção, dado que ela, com as suas maravilhosas atitudes de psicopata, já o afastava sozinha.

Mesmo depois de acabar com o dito cujo, continuei a admirá-lo pela pessoa que via nele. Durante algum tempo, continuei a ter notícias dele através dos nossos amigos em comum e sempre o achei um tipo admirável e fantástico. Claro que que ele desceu dos cinquenta para os cinco na minha escala de consideração no dia em que voltou para ela. Vá-se lá perceber.

 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Coisas da minha vida que eu gosto de partilhar #

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

 

Ao fim de 19 anos, a minha mãe ainda não achou por bem tomar em consideração o facto de eu não comer coelho. Pior: tenta convencer-me que se trata de frango, como se eu ainda tivesse cinco anos e caísse nessa.

Eu não como coelho, mas não é por não gostar, é porque não consigo! Os coelhos, para mim, são animais de estimação. E, se eu não comeria um gato ou um cão, então também não esperem que coma coelho.

E vou parar de me queixar da minha mãe, porque ela é uma querida e assim as pessoas vão achá-la má, parva e chata. E a prova de que ela é uma pessoa de bom coração é o facto de ter acolhido o Babe como genro. Não é para todas.

 

Just kidding.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Random Thoughts #2

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

O meu pai publicou a música Endless Love no Facebook, dedicada à minha mãe, porque, como já referi, ela fez anos. Ora, a minha mãezinha não sabia de tal gesto, porque não tem conta no FB, mas eu achei tão lovely, que fui logo contar-lhe.

Ela desvalorizou e disse que o meu pai deve pensar que ela tem vida para andar no Facebook. Ele ouviu e pareceu-me meio desanimado, dado que até foi amoroso da parte dele. Por isso, não o censurei por não se ter penteado para lhe cantar os parabéns.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Random Thoughts #

por Quadrada, Segunda-feira, 22.08.11

A minha mãe fez 41 anos ontem. Esteve o dia todo na praia, fez um bolo sem forma tipo o que o Hagrid fez ao Harry (ou se calhar menos), usou velas sem números, não exigiu que o meu pai pusesse a dentadura para lhe cantar os parabéns e foi-se deitar lá para as nove e meia.

Ninguém se chateou muito porque, falo por mim, quando tiver 41 anos também não vou querer ser recordada disso. Sem ofensa.

Autoria e outros dados (tags, etc)