Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Eu é que não queria estar no lugar dele!

por Quadrada, Segunda-feira, 19.03.12

Uma das minhas colegas de casa descobriu este fim de semana que o namorado lhe enfeitou a testa. Ora, o que é que se faz normalmente em casos destes? Ou se paga na mesma moeda, ou se acaba, ou se chora desalmadamente. Ou um misto das três. Certo?

Pois, ela não. Ela decidiu continuar com ele para poder infernizar-lhe a vida e ainda contratou dois capangas para lhe darem no focinho para a semana! E para lhe roubarem o carro, que pelos vistos foi o "palco" da traição.

E eu é que sou doida? Bolas, eu sou bem meiguinha, olhem lá!

Autoria e outros dados (tags, etc)

As aventuras da Quadrada na Rede Expressos

por Quadrada, Segunda-feira, 19.03.12

Já tinham saudades, confessem! Eu também, bem lá no fundo! Uma viagem de Expresso nunca é a mesma coisa sem aventuras!

 

Ora então, a aventura desta minha mais recente viagem teve como protagonista uma rapariga soviética com um instrumento, que insistia que deviam arranjar-lhe um autocarro com um cumpartimento espacial (traduza-se por "compartimento especial", versão soviética) para a sua maleta com o instrumento. Ora, aquela porra nem que levasse com sete bagagens em cima se estragava, porque a mala era mais do que dura e protegida, mas a moça ou era burra, ou era muito chata (ou um misto das duas), porque conseguiu pôr o motorista mais simpático que vi AOS GRITOS e a mandá-la para a profissional do sexo que a pariu, só que sem dizer as palavras concretas.

Não contente com o facto de lhe terem explicado que os autocarros têm uma bagageira lá em baixo que é igual para toda a gente, e que os músicos não têm qualquer privilégio (como é óbvio -.-), a moça decidiu ir gritar com o motorista do autocarro do lado (que nem tinha nada a ver com a história), e posteriormente com o senhor que anuncia as viagens ao microfone. Dado que todos lhe responderam o mesmo, rasgou o bilhete feita parva e ficou em terra a reclamar sozinha.

 

Enquanto isso, dentro do autocarro, Quadrada ria desalmadamente porque não se conseguiu conter!

Autoria e outros dados (tags, etc)